DSCF5676 DSCF5678 DSCF5681 DSCF5685 DSCF5694 DSCF5695 DSCF5699 DSCF5700 DSCF5701 DSCF5702 DSCF5703 DSCF5704 DSCF5705 DSCF5706 DSCF5707 DSCF5708 DSCF5712 Natal é festa do Encontro: Deus que se fez homem para se encontrar com o Homem e os homens, filhos de Deus em Cristo, que se encontram entre si. Esta foi a tónica da homilia de D. Arlindo Furtado nas Missas de Natal a que presidiu na Igreja de N. Sra da Grala, Pró Catedral da Diocese de Santiago.

Lugar especial de encontro é a Família, em primeiro lugar: Na família, o pai, mãe e filhos formam uma comunidade de vida e de Amor, reflexo e imagem de Deus-Trindade, fonte de Encontro e da Comunhão. Ele lançou a todos o desafio de fazer acontecer o encontro e vencer as ameaças ao encontro: as injustiças, a opressão e todas as formas do mal no mundo.

Deus se encontra com o Homem para o Salvar e para que este possa encontrá-lo, de modo especial, nos ´pequeninos´, nos pobres, lembrou D. Arlindo que convidou aos gestos de atenção, de proximidade para com os mais desfavorecidos, cientes de que « o que fizerdes ao mais pequeno dos meus irmãos, a mim o fazeis», disse na noite de Natal citanto esta passagem do Evangelho.

Presença do Pai

Dom Arlindo exortou à presença do pai nas famílias, ao diálogo na familia e na sociedade e convidou à Esperança, fundada em Cristo que se fez «carne e habitou entre nós». «Deus se fez homem para o homem ser divino». De várias formas repetiu e comentou esta célebre frase permeada da chamada à atenção para que se coloque Deus no centro da vida da pessoa, da família e do nosso País e do mundo.

Neste contexto fez apelo à paz em casa e entre as nações, paz que é fruto da Encarnação do Verbo de Deus, imagem visível de Deus invisível que o homem pode ver e tocar e amar.

O GESTO DE TOCAR NA IMAGEM DO MENINO JESUS

Na paróquia de N. Sra da Graça retomou o gesto tradicional de se beijar a imagem do menino Jesus. Digo, o gesto de TOCAR o menino, como explicou o pároco, Pe. João Augusto evocando «motivos de higiene». Quase todas as pessoas aderiram ao convite feito e criou-se no fim da Missa uma suave movimentação para se tocar a terna e simbólica imagem de um DEUS-MENINO, despojado e disponível ao Encontro com todos e com cada um.

Foi assim, num ambiente simples, com menos pessoas – afinal 3 paróquias foram desmembradas da de N.Sra da Graça  – mas com serena alegria que muitos fiéis celebraram a Solenidade do NAscimento do NOSSO SALVADOR JESUS CRISTO.

Continuaçáo de um Santo NAtal e abençoado Ano Novo.

PZB

 

 

 

 

 

Deixe um comentario

Categories