IMG_2667

“A assunção de Maria é a plenitude da sua vida como criatura de Deus, como mulher humilde que gerou o Filho de Deus e como discípula de Cristo Jesus.» P. João Augusto, Pároco de N. Sra da Graça)

A celebração começou a volta das quatro horas da tarde com a habitual procissão que percorreu as ruas do Platô, elevando a imagem da Nossa Senhora da Graça, entre orações e cânticos de louvor, acompanhada por uma multidão de pessoas de vários pontos da Praia.

A festa da Santa Padroeira, que leva ao Platô, centro da Cidade da Praia, milhares de fiéis leigos, religiosos e sacerdotes é uma forma de fortalecer a fé, prestar homenagem e de dar louvor a Nossa Senhora, cumprir promessas e de pedir graças à virgem Santíssima.

O cortejo religioso que percorreu a rua Avenida Amílcar Cabral e o hospital Doutor Agostinho Neto e terminou no largo atrás da Igreja matriz, onde foi celebrado a missa solene, presidida pelo jovem padre Samuel Costa, pároco da Paróquia São Filipe Apóstolo, Praia.

O dia consagrado à Assunção de Maria ao Céu é uma das maiores festas em homegem a Virgem Maria. Uma festa que celebra a elevação da Maria ao Céu e a entrada de Nossa Senhora na glória.

 “A subida de Maria ao céu significa que mesmo que estejamos com tudo o que a vida nos dá, nós temos a capacidade de ainda ser elevados, porque é o que Jesus nos propõe: uma vida da fé e da fraternidade”. Maria é a serva do Senhor e ao mesmo tempo uma rainha, por isso, se queremos reinar no céu, os cristãos devemos renovar a sua fé, encher-nos de esperança, confiantes de que a Virgem Maria, mãe de Cristo e mãe de todos, mesmo sendo assunta ao Céu, estará sempre connosco. Vivendo assim, cumprimos a missão que Jesus nos deixa que é “amarmos como Ele nos ama, nós subimos ao céu com Maria”. A grandeza da Nossa Senhora das Graças está no facto de ser ela quem nos traz Deus para junto de nós”, diz o pároco, Pe. João Augusto Martins.

Depois da missa, vários grupos, constituídos por crianças e jovens da paróquia, subiram ao palco para prestar também a sua homenagem a Santa padroeira com o programa “Dançar para Maria. Uma atividade que inclui danças e canções preparada para dar maior dinâmica a festa e também para envolver todas as comunidades a volta da maior festa realizada na paróquia. Uma iniciativa muito aplaudida e que agradou a quem assistiu.

Deixe um comentario

Categories