familia 1O Secretariado da Família da Diocese – SDF de Santiago prepara casais de noivos para o Matrimónio, no âmbito do Curso de Preparação Para o Matrimónio – CPM. A formação iniciou em Abril e terminou no último Domingo, 26 do mês de Maio de 2013. Participaram nesta segunda série de CPM deste ano pastoral na Paróquia de Nossa Senhora da Graças, 21 casais de todas as paróquias da Cidade da Praia. Objetivo do curso de acordo com Filomena Moreira, coordenadora do SDF, é dar uma preparação humana e cristã aos noivos para melhor compreenderem e viverem o sacramento de matrimónio à luz dos valores do Evangelho. Assim, durante oito sessões foram apresentadas e debatidas vários temas

Ter famílias bem constituídas e sãs é uma preocupação da Igreja, da Diocese, através do Secretariado familiar e das paróquias que têm dado prioridade a atividades que beneficiam  quer casais que planeiam casar-se quer os que ja vivem o casamento. O Curso de Preparação de Matrimónio é uma ferramenta importante para quem quer construir um projeto de vida a dois, a partir do matrimónio. Tendo em conta que Família é a instituição mais importante dentro da sociedade é preciso que ela seja construída sobre pilares bem fortes e é neste sentido que o CPM atua.

“A Igreja acha, que é muitíssimo importante esta preparação, na medida em que, quando duas pessoas tomam o compromisso de celebrar o sacramento de matrimónio é algo sério, porque é compromisso para a vida toda. Então, tudo o que implica e que mexe com o projeto de vida em familia, a Igreja tem interesse e trabalha para que realmente haja  famílias bem constituídas e de acordo com os valores de Evangelho”, explica Coordenadora do SDF.

Mas a preparação para a vivência do matrimónio não termina com as 8 sessões de formação nem com a cerimónia do casamento em si. Depois de casados, o casal tem a oportunidades de participar em diversas atividades da Igreja, integrando grupos e movimentos existentes nas suas paróquias, que os ajudam a cultivar a relação a dois como casados.

Neste sentido, anualmente, o Secretariado Diocesano de Família realiza dois retiros para casais, além de palestras, e outras atividades onde a família é o foco. Para além disso, existe na Diocese equipas de Casais de Nossa Senhora, constituídos pelos membros do Secretariado, onde os casais, em grupo de sete podem participar, esta é que uma forma de viver a religiosidade e a expressividade de casais.

”Quem constrói sua família baseada em valores do Evangelho pode ter a certeza que é um projeto de vida que consegue levar para frente com ajuda de Deus, e que nenhum problema que possa surgir consegue destrui-la”, acrescenta Filomena Moreira.

O Curso de Preparação para o Matrimónio é ministrado por casais membros do Secretariado da Família, que para além de transmitir conhecimentos teóricos sobre a vida de casado, partilham também a sua vivência de casados e é coordenado pelo pároco.

O próximo CPM está previsto para o mês Outubro próximo. 

Conteúdos ministrados no CPM

Durante a formação foram retratados sete temas:

1 – Uma Comunidade de Amor – retrata-se o dia-a-dia onde o casal deve viver o seu amor;

2 – “Sacramento do Matrimónio em si” – a ideia é mostrar aos noivos que o sacramento de matrimónio é diferente do casamento civil onde mostramos a dimensão sacramental dessa vivência;

3 – “O Gesto de Amor” – a partir da experiência do casal que ministra o tema, ajuda-se os casais a descobrir e construir a comunhão de vida, do amor, no diálogo, no conhecimento mútuo, de ponto de vista psicológico, espiritual e carnal;

4 – “ A Fecundidade do Casal”,- destaca-se que objetivo primordial do matrimónio é a procriação. Entretanto, se um casal, por uma razão ou outra, não consegue ter filhos biológicos, isso não significa que deixa de ser fecundo. A fecundidade tem uma dimensão vasta;

5 – “A Educação dos filhos” – entende-se que duas pessoas que casam e formam família têm uma missão muito importante que é a educação dos filhos;

6 – “Nova Vida” – onde foi abordadas questões de mudanças que tem de fazer nas suas vidas de forma a assumirem juntos toda a responsabilidade de vida enquanto casal, depois do matrimónio, de modo de encarar a vida, na relação com os amigos, com familiares, os gastos, gostos, o passa tempo, enfim, tudo o que diz respeito a vivência do dia-a-dia, depois de casado.

7 – Amor ao longo da vida – mostrou-se que de fato o amor permanece nos primeiros tempos mas, que para quem fez o sacramento de matrimónio, o amor tem que ser vivido ao longo da vida.

Testemunho dos participantes!

Os participantes deram nota positiva a esta iniciativa que permite uma troca de experiência entre casais.

“O balanço é bastante positivo; temas tratados foram de grande importância não só para mim, mas a todos os casais que frequentaram o curso. As metodologias utilizadas permitiram muita interação entre os participantes, daí muita troca de experiências. Esta formação serviu para desconstruir ideias erradas que tinha sobre o CPM, assim ajudou-me a conhecer melhor o meu noivo e a mim mesma. Ajudou-me a compreender que a somos diferentes e que isso nunca pode ser um problema mas sim um privilégio, porque é na diferença que nos complementamos. O CPM deu-me ferramentas que irão servir-me e ajudar-me a viver a vida de casada, como esposa, como mãe e como cristã, enfim em todos os aspetos da minha vida”.

“Para mim, este curso tem uma importância sem medida. Nenhum casal deve pensar em celebrar o matrimónio sem passar pelo CPM e ter esta ferramenta. Penso que se os casais viverem em conformidade com o que aprenderam e partilharam neste curso, dificilmente haverá separação. Acho que esta experiência faz falta a vida de muitos casais da nossa sociedade”.

“Participar nessas sessões de formação foi muito bom, porque permitiu-me descobrir muitas coisas sobre mim mesmo e permitiu-me ter uma noção clara sobre o casamento”.

 

Deixe um comentario

Categories