IMG_2665 

« Antes de partir de Roma, estive com o Santo Padre que vos manda as suas afectuosas saudações e suas bênçaos». Palavras do Secretário da Santa Sé para as Relações com os Governos, Mgr. Dominique Mamberti, ditas no fim da solene Eucaristia de ontem, em acção de graças pela assinatura do Acordo entre a Santa Sé e Cabo Verde, que aconteceu na manhã de ontem, dia 10 de Junho, na Igreja Pró-Catedral de N. Sra da Graça.

IMG_2667Presidida pelo Bispo Dom Arlindo, concelebraram o Mons. Mamberti, secretário de Estado da Santé Sé para as relações com os Estados, Dom Ildo Fortes, Bispo de Mindelo, o Mons. Luis Montemayor, Nuncio Apostólico, Mons.Giuseppe Laterza, assistente do Secretário de Estado, dezenas de padres que se encontram na Ilha, diáconos e centenas de paroquianos da cidade que puderam participar num evento histórico para a Igreja e a Sociedade. 

A homilia esteve a cargo do Núncio apostólico, que discorreu sobre o sentido das bem-aventuranças no Evangelho e sua actualidade para os nossos dias.

 Antes de abordar o Acordo Jurídico entre a Santa Sé e a República de Cabo Verde, Dom Mamberti manifestou a alegria de vivênciar a experiencia da fé do povo de Deus na celebração eucarística na Catedral, bem animada pelo coro paroquial

 Depois lembrou que esse Acordo é não é algo abstracto, mas pretende ser um instrumento para a Igreja (todos os baptizados) realizarem o seu amor a Deus e o seu serviço ao próximo a bem de todos os cabo-verdianos.

 «Os católicos sao filhos da Igreja e ao mesmo tempo cidadãos de Cabo Verde que se devem empenhar com todas pessoas de boa vontade para construir um futuro melhor em Cabo Verde», referiu o arcebispo, que foi muito aplaudido, antes de dar a bênção solene no fim da Missa, em nome do Papa Francisco.

O Arcebismo reportou à visita do Presidente da republica à Santa Sé, dias atrás havia dialogado com o Papa sobre a importância da Igreja Católica a serviço da sociedade em geral. 

 Dom Arlindo recebeu depois das mãos do Núncio um presente do Papa Francisco, uma bonita casula que vai ficar na Pró-catedral para ser lembrança de que « não estamos sós nem esquecidos…», como disse o pároco de N. Sra da Graça e vigário geral ao acolher os ilustres hóspedes, ressaltando a comunhão da Igreja, essa união com a Santa Sé.

 Esse ato histórico – no sentido religioso e no sentido da relação com o Estado de Cabo Verde – é o primeiros da África ocidental e abre portas para acordos específicos, já que neste Pacto jurídico internacional ficaram estabelecidas as bases gerais que permitem a celebração de futuros acordos na especificidade.

 Depois da Santa Missa, seguiu-se no Seminário de S. José, um jantar de homenagem, com a presença de muitos padres, religiosos e fiéis leigos.

Aos presentes o Núncio apresentou brevemante o conteúdo e abranência do Acordo assinado e pediu que todos fossem activos no sentido da criação de condições para a materialização desse Acordo.

IMG_2668

Deixe um comentario

Categories