O arcebispo emérito sul-africano, Desmond Tutu, vai receber o Prémio Unesco/Bilbau 2012. A distinção deve-se ao seu “papel de destaque na construção da nova democracia não-racial da África do Sul.”
A Organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, anunciou, na terça-feira, a premiação do arcebispo pelo seu contributo na construção de uma cultura universal dos direitos humanos.
No comunicado, divulgado em Paris, foi igualmente salientada a “inestimável contribuição, como presidente da Comissão da Verdade e Reconciliação”, nomeadamente na reconstrução do seu país. A iniciativa é tida como “um modelo para outras sociedades pós-conflito”.
Criado há 30 anos, o Prémio Unesco de Educação em Direitos Humanos inclui um cheque de 30 mil USD, um diploma e um troféu de bronze concebido pelo artista japonês Toshimi Ishii.
@SAPO
 

Deixe um comentario

Categories