Cardeal Théodore Sarr preside à Eucaristia no Seminário de S. José

O Cardeal Théodore Adrien Sarr, arcebisbo de Dakar, Senegal,  presidou ontem, terça feira,  à Eucaristia, (em francês) na Capela do Seminário de S. José, tendo concelebrado Dom Ildo Fortes, Bispo de Mindelo e o Pe. José Álvaro, reitor. Este gesto constituiu uma página marcante  na história do Seminário diocesano tendo trazido emoção e muita alegria aos seminaristas de Mindelo e Santiago.

Pela primeira vez eles puderam estar perto de um cardeal da Igreja, e um cardeal africano. No fim da Missa dirigiu-se aos seminaristas encorajando-os a seguir a voz do Senhor e a fazer discernimento da vontade de Deus para cada um. «Imitai a Virgem Maria, serva atenta do Senhor, e que sempre disse sim ao Senhor», exortou-os com o seu modo claro e simples de se expressar.

 Pediu orações para o êxito do primeiro encontro da Conferência episcopal da região Oeste africana em Cabo Verde e assegurou as orações dos Bispos por todos os seminaristas.

 « Eminência, sentimo-nos honrados com a sua presença marcada pela simplicidade e agradecemos a Deus por ter presidido na Capela deste Seminário, que é um sinal de esperança para as dioceses de Mindelo e Santiago», disse o  reitor, Padre Zé Álvaro, que manifestou ao Cardeal a alegria de ele ter passado esses dias no Seminário, onde despertou a atenção dos rapazes que se aproximavam dele para cumprimentar e falar um pouco…

O Cardeal Théodore Sarr, é um amigo de Cabo Verde e conhecedor de algumas realidades sociais e eclesiais de Santiago e Fogo. Veio a Cabo Verde pela primeira vez em 1976, a convite de Dom Paulino Évora, dois anos depois da sua sagração episcopal. Ele se lembra de ter participado na ordenação sacerdotal do actual bispo de Santiago e do Pe Boaventura. Foi feito cardeal em 2007 pelo Papa Bento XVI.

 

2 Responses to “Cardeal Sarr preside à santa Missa no Seminário s José”

  • Maria das Dores Morais:

    Louvado seja Deus por tantas graças neste Ano da Fé. Tenho pena de não ter podido acompanhar melhor o acontecimento e penso que o Povo de Deus devia ser mais informado e mobilizado para uma campanha de oração. Acredito que é um momento privilegiado para os Pastores representantes dos países envolvidos se conhecerem melhor e, através deles, as igrejas locais respectivas. Depois deste encontro não se poderá dizer que não se conhece a realidade de cada país membro ou melhor,não se pode deixar de investir na procura de um melhor conhecimento e partilha,mesmo reconhecendo que temos realidades diferentes. A diversidade é uma riqueza e não ocasião de divisão.
    Que o Espírito Santo ilumine as inteligências e os corações dos participantes para que encontrem as linhas orientadoras de uma pastoral que leve à verdadeira unidade na diversidade entre todos e a atitudes e comportamentos de amor nas relações entre as nossas comunidades. Que Deus nos fortaleça na fé, na esperança e na caridade.

    • admin:

      Muito obrigado pela colaboração, Dra Dores. Os comentários fazem também o site ter a dinâmica de comunicação interactiva que se deseja. Para muitos a novidade será a presença física, o exterior, que é um factor de atracção. Mas convém ver este tipo de encontros um ´sinal dos tempos´, uma interpelação do Senhor no sentido de cristãos e todas as pessoas de boa vontade descobrirem as dimensões humana e divina da Igreja em diálogo. Dra Dores, quando puder, mande-nos um artigo. Fique livre para escolher o tema e partilhar com os internautas através do site da diocese de Santiago… Em Cristo unidos. P Zé

Deixe um comentario

Categories