SER FIEL DEPENDE DA TUA VONTADE

Religiosas com Dom Paulino, Bispo emérito da Diocese de Santiago

Religiosas com Dom Paulino, Bispo emérito da Diocese de Santiago

Do lugar onde me encontro, contemplo a Assembleia da Eucaristia de hoje, 13 de Fevereiro. Sim, nota-se a diferença entre uma Eucaristia de todos os domingos e a de hoje: a presença de tantos consagrados. A nossa Paróquia, Nossa Senhora do Socorro, é a anfitriã da celebração do dia dos consagrados deste ano, que acontece não no dia 2, mas neste VI Dom. do Tempo Comum, dia 13 de Fevereiro. Apesar disso, toda a liturgia fala de nós e para nós: “…ser fiel depende da tua vontade.” (Sir 15,15) “A vossa linguagem deve ser: ‘Sim, sim; não, não’.” (Mt 5,37) O Bispo Dom Paulino Évora fala como religioso, realçando o Evangelho que nos aponta linhas de acção concretas para o nosso modo de proceder. Os cânticos criam o ambiente propício para a contemplação e acção de graças a Deus pela nossa consagração, pela vida que somos nesta Diocese de Santiago e na Igreja de Cabo Verde. Esta vida e dinamismo, essa unidade na diversidade é evidenciada após a comunhão com a apresentação das Congregações e Institutos de consagrados religiosos e leigos e dos seus carismas e actividades. Chegado o final da Eucaristia, pode-se sentir a alegria das pessoas que vêm ao nosso encontro e agradecem a nossa presença, a nossa entrega, e exprimem admiração, dão-nos força. Finalmente o Dom Arlindo Furtado consegue chegar. Reunimo-nos todos para estar com ele e ouvi-lo durante alguns momentos fazendo o ponto da situação das duas Dioceses de Cabo Verde, falando de assuntos concretos mas também expressando gratidão pela nossa presença como rosto de Cristo entre a nossa gente. Gravo no coração e na mente o seu desejo sincero de que haja uma comunidade consagrada por cada bairro desta cidade como sinal da presença de Deus entre o Seu povo. Um desafio a cada um de nós, a sermos cada vez mais autênticos no nosso testemunho e na nossa acção. Hora do almoço/convívio! A refeição é o momento familiar e este nosso almoço conserva este espírito. Todos contribuem com o seu serviço, com a sua alegria, o seu dinamismo, cada colocando a render os seus dons na culinária, na animação, na organização… Nós, as Congregações desta Paróquia, fazemos um acolhimento caloroso a todos, mas o Pároco, Padre Constantina e os jovens daqui não nos ficam atrás. Reservam-nos uma surpresa: no Salão, dramatizam os Mistérios da Luz. A alegria e descontracção, mas ao mesmo tempo, seriedade de quem sabe que reza, marcam a actuação deles. E eles conseguem captar a atenção da plateia, elevando-a com eles em oração, do princípio ao fim. E é assim que termina mais uma página da nossa vida e que marca o início de outra que começaremos com maior vigor, entusiasmo. Afinal, para o próximo ano há mais, e quem não gostaria de ganhar o “presente” de “um bom consagrado” 2011/2012?

Irmã Otelma Borges, rad

PS: Publicamos esta partilha sem alterar nada para se poder captar a sensibilidade de quem a escreveu. Que haja mais participação.

Deixe um comentario

Categories