O Centro Paroquial Nossa Senhora da Graça, na Praia, acolheu no passado sabado, 19 de Fevereiro, o forum “Unidos na luta contra o HIV/SIDA” promovido pela Associação dos Professores Católicos de Cabo Verde (APC),  por ocasião do seu 17º aniversário.

um aspecto da assembleia

um panorama da assembleia

Na pessoa de sua presidente, Maria de Fátima Sanches, a ACP, defendeu que a melhor forma dos adolescentes e jovens se prevenirem do HIV/SIDA é através de uma aposta na fidelidade e abstinência, realçando o papel dos professores.

“Acreditamos que é possível incutir nos jovens e adolescentes que a fidelidade e a abstinência são as melhores formas de prevenção e os professores têm um papel muito importante nessa luta, tendo em conta que trabalhamos directamente com milhares de crianças, jovens e adolescentes que é uma camada social mais vulnerável”, disse Sanches.

De acordo com a presidente, o fórum não só pretende promover a troca de experiências e conhecimentos entre os participantes, visando melhorar e reforçar as estratégias e mecanismos de combate e prevenção da doença mas também, final do encontro, criar bases para um melhor enquadramento das igrejas no Plano Nacional de Luta contra o HIV/SIDA.

Participantes no forum

Cerca de 300 pessoas, entre as quais membros de APC, coordenadores da disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS) dos liceus de Santiago, comunidade educativa e comunidade cristã de Santiago participam no forum que foi aberto a outros convidados implicados directa ou indirectamente na problemática do HIV/Sida em Cabo Verde.

O Bispo Dom Arlindo Furtado, que parabenizou a ACP na abertura do Fórum, disse que “o papel da Igreja é estar ao lado do ser humano, de tudo aquilo que possa contribuir e valorizar a qualidade de vida em todos os aspectos e sendo esse problema de SIDA dos flagelos maiores que temos na sociedade actual, não podia deixar de interessar a Igreja”.

O Bispo de Santiago e Administrador Apostólico da Diocese de Mindelo, relembrou ainda que pelo facto da “Igreja (Católica) pensar que o homem é o senhor do seu comportamento, ele é que deve se decidir pela sua atitude e comportamento e evitar situações de riscos”.

Por sua vez o secretário executivo da CCS-SIDA, José António dos Reis,também presente no fórum chamou a atenção pelo facto da luta contra SIDA dizer respeito a toda a sociedade e, “qualquer associação que tome iniciativa de promover acções que se enquadram nessa luta, é importante para a coordenação da luta contra SIDA do país”, valorizou o feito.

Padre Ima e Doutor Faustino no primeiro painel sobre o papael das religioes

Padre Ima e Dr. Manuel Faustino no primeiro painel sobre o papel das religiões

Este fórum pôs em discussão três painéis de reflexões diferentes ,que por pouco couberam no tempo estipulado para a realização da mesma,tanta era a curiosidade e vontade de intervir dos participantes inscritos para além dos palestrastes, que envolveu gente de diversos sectores socio-religiosos de Santiago.

Os temas abordados, de acordo com a organização visavam tratar esta doença, Sida, com base na consciencialização e responsabilidade de cada ser humano.  Nos painéis de trabalho trataram “o papel das religiões no combate ao HIV/SIDA”, “a educação sexual nas escolas: práticas constrangimentos e desafios” e ainda “a participação das igrejas na educação sexual das crianças e jovens”.

O fórum terminou com uma grande festa, não só pela celebração eucarística, em acção de graças, presidida pelo próprio Dom Arlindo, como ainda pelo lanche proporcionado pela APC a todos os participantes que juntos cantaram os “parabéns a associação”, cortaram o bolo e brindaram a longa e frutífera vida da ACP.

AJL

2 Responses to “APC promove a prevenção contra a Sida apostando na fidelidade e abstinência.”

  • ANALINA RAMOS ROCHA:

    gostei muito deste fórum, aprendi bastante e vou pôr em prática muitas sugestões e conselhos…

  • Mª de Fátima Sanches:

    O Fórum “Unidos na Luta Contra o HIV/SIDA” ultrapassou às expectativas dos seus organizadores,tanto quanto ao número e nível dos participantes,quer quanto ao nível da qualidade das intervenções.Isso demonstra claramente o desejo dos participantes em se informarem para mlhor ajudar os seus educandos a escolherem de forma segura e responsável o melhor método de prevenção do HIV/SIDA.
    Ficou bem claro que quer a família quer a escola deve apostar na educação para uma sexualidade saudável.Não só transmitindo conhecimentos mas sobretudo proporcionando modelos de vida exemplares para os jovens, recuperando valores morais indispensáveis para a mudança de comportamentos no seio da camada juvenil.
    Os apresentadores e Moderadores dos Painéis estiveram ao nível da importância do tema e da exigência dos intervenientes deixando os participantes mais informados e sensibilizados para apoiar os grupos considerados vulneráveis na mudança de comportamentos de riscos,promovendo a fidelidade conjugal e a abstinência sexual como métodos mais eficientes para a protecção das doenças sexualmente tranmíssíveis e para combater promiscuidade sexual.

    Que Deus abençoe e proteja todos aqueles que contribuíram directa ou indirectamente para que esse Fórum se realizasse com sucessos.

Deixe um comentario

Categories