Casais no aeroporto da Praia no dia da partida para o encontro mundial das familias em Milão - Itália

O ano Pastoral 2011-2012 a Diocese de Santiago de Cabo Verde elegeu a família como uma das prioridades e um dos principais campos de actuação. Face a situação actual marcada por crise de valores, desestruturação familiar, violência, abandono, que afectam as famílias cabo-verdianas, a Diocese achou que era preciso dar uma atenção maior às famílias cristãs e às famílias em geral para  que elas possam cumprir o seu papel na sociedade.

“Damos prioridade a família porque ela envolve todos, crianças, jovens, adultos, idosos, esposos, enquanto casais, pais e filhos. Pondo o centro na família abrangemos várias áreas e sectores da sociedade, ao mesmo tempo. Escolhemos a família enquanto escola de vida, escola de amor onde as pessoas aprendem a receber e a dar amor, e também escola de fé onde as pessoas aprendem que a vida não se limita apenas a nossa dimensão horizontal, olhando para frente, para trás ou para os lados mas, também olhamos para o alto enquanto símbolo da perfectibilidade, da dimensão da transcendência, símbolo de Deus e tudo isto deve estar presente, a família e uma escola de fé”, justifica Dom Arlindo Furtado, Bispo da Diocese de Santiago.

 O papel do Secretariado da Família

O primeiro passo da Diocese foi a criação de um Secretariado Diocesano da Família – SDF, encarregado de elaborar e concretizar uma série de actividades com vista a dar respostas aos desafios que as famílias e a sociedade de hoje demandam.

“O Secretariado da Família, assumiu isto com força e está a desenvolver vários trabalhos que no futuro espero, que venham a ter resultados muito positivos, pelo menos na sensibilização de um grupo de famílias que depois darão continuidade no tempo, a dinâmica da construção de famílias autenticamente unidas, famílias entrosadas, onde os elementos se sentem bem e cresçam também para darem um contributo para uma sociedade mais digna da pessoa humana, quer da família de origem, quer da família que irão construir e que irão influenciar positivamente outras famílias na sociedade, porque há sempre uma inter-relação das pessoas na sociedade” almeja Dom Arlindo Furtado.

 Desde a sua criação o Secretariado Diocesano da Família tem assumido com dinamismo e desenvolvido várias actividades em prol de um a família. Actividades que terão impacto positivo nas famílias, “visto que vão ao encontro das necessidades e carências sobretudo do ponto de vista espiritual, de relacionamento conjugal, de relacionamento entre pais e filhos, de educação, entre outras”, segundo Filomena Moreira, coordenadora do SDF.

De destacar a acção de formação de 24 casais das várias paróquias da ilha de Santiago, já realizada, enquadrada no Curso “Ele e ELA”, ministrada pela Comunidade Emanuel. Para o próximo mês de Julho (2012) está agendada para a mesma formação para casais da região Fogo/ Brava. A iniciativa que teve como objectivo preparar casais, dando-lhes instrumentos para depois trabalharem nas suas paróquias com outras famílias, sensibilizando e promovendo famílias sãs e exemplares na sociedade.

Constam também de suas actividade, palestras, encontros de reflexões que tem no centro a família.

 “Educação para o Amor”

Neste momento a Diocese está a elaborar um Manual para a Família, intitulado “ Educação para o Amor”. O livro está a ser preparado pelo Secretariado Diocesano da Família e aborda vários temas relacionados intimamente com a vida da Família, designadamente: a fecundidade, relação inter-pessoal, paternidade responsável, a família e a Sociedade, entre outras temáticas. “Trata-se de um documento de suporte e de orientação para os jovens e famílias, acrescenta Filomena Moreira, coordenadora do SDF.

Prevê-se que o Manual “Educação Para o Amor” esteja pronto em Outubro de 2012, altura em que os Secretariado diocesano da família e da Juventude tem programado várias actividades para a divulgação e implementação deste documento complexo e importante. Segundo Dom Arlindo Furtado este Manual vai ser um importante instrumento e que vai “contribuir para a consolidação e estabilização, dos nossos casais, das nossas famílias mas também, ajudar os jovens que estão a preparar-se para construir uma família mais sólida e mais capaz para construir a felicidade das pessoas”.

 Maio, mês da família

O mês do Maio é dedicado também as famílias. Na Diocese de Santiago este mês não passou em branco. Várias actividades foram realizadas para celebrar o mês de família, iniciativa de paróquias mas, também do SDF.

Na Paróquia de São Filipe Apóstolos teve uma semana dedicada a família. O SDF também promoveu várias iniciativas desde a celebração de uma eucaristia que teve lugar no dia 15 de Maio, dia Internacional da Família, como outras actividades agendadas neste mês.

De 30 de Maio a 03 de Junho de 2012, uma delegação composta por 36 pessoas de várias paróquias representam a Diocese de Santiago no VII Encontro Mundial de Família a ter lugar em Milão, Itália.

Para fechar o mês de Família em grande está programado para o dia 31 Maio uma vigília de Oração, seguida de eucaristia. A actividade tem início as 18 horas a partir da Rua Pedonal – Plateau – rumo à Igreja Matriz de nossa Senhora da Graça. Uma iniciativa que vai reunir famílias de todas as paróquias da Cidade da Praia em oração e louvou em nome de todas as famílias.

Deixe um comentario

Categories