Sant'Egidio

Por ocasião do 44° Dia Mundial da Paz e unida à mensagem do Papa Bento XVI “LIBERDADE RELIGIOSA, CAMINHO PARA A PAZ” e em sintonia com varias outras iniciativas, a nível mundial, a Comunidade de Sant’Egidio realizou a tradicional marcha da Paz em todas as terras. A marcha serviu para recordar todas as terras que em muitos lados do mundo ainda sofrem pela guerra, “mãe” de todas as pobrezas, e que esperam pela cessação de todo o tipo de violência. A Costa do Marfim foi um país particularmente lembrado.

Para a Comunidade “é um sinal claro: é a escolha de começar o novo ano com um passo de paz.” Defende ainda que “é preciso comprometimento, no estaleiro da paz!” Muitas guerras ainda estão em curso. Nós de Sant’Egidio, desde jovens, sentimos que a paz era o nosso estaleiro. E com teimosia e paixão, temos continuado a trabalhar pela paz, lá onde estivermos.

Crianças na Marcha

Ao iniciar o novo ano, o Papa lança um forte desafio para um renovado compromisso em prol da paz que é “…um dom de Deus e, ao mesmo tempo, um projecto a realizar, nunca totalmente cumprido.” Ele continua, afirmando que “uma sociedade reconciliada com Deus está mais perto da paz, que não é simples ausência de guerra, nem mero fruto do predomínio militar ou económico, e menos ainda de astúcias enganadoras ou de hábeis manipulações. Pelo contrário, a paz é o resultado de um processo de purificação e elevação cultural, moral e espiritual de cada pessoa e povo, no qual a dignidade humana é plenamente respeitada.”

Na sua vigorosa mensagem em prol de uma autêntica liberdade religiosa, o Santo Padre sublinha que “na liberdade religiosa, exprime-se a especificidade da pessoa humana, que, por ela, pode orientar a própria vida pessoal e social para Deus, a cuja luz se compreendem plenamente a identidade, o sentido e o fim da pessoa. (…) O direito à liberdade religiosa está radicado na própria dignidade da pessoa humana, cuja natureza transcendente não deve ser ignorada ou negligenciada.”

A Comunidade de Sant’Egidio é uma Associação Pública Internacional de Leigos, reconhecida pela Santa Sé, nascida em Itália, em 1968 empenhada no serviço humanitário. Na Praia (Ilha de Santiago, Cabo Verde) está presente desde 2001 e actua no bairro de Safende para crianças, adolescentes e jovens propondo-lhes uma cultura de paz e da não-violência e a valorização da amizade. Desenvolve ainda outras actividades como oração semanal aberto a todos, palestras nas escolas secundárias e universidades, visita aos reclusos, entre outras.

Bernardino Gonçalves
Comunidade de Sant’Egídio
Safende


Deixe um comentario

Categories