A Congregação das Filhas do Sagrado Coração de Maria promove formação para mulheres de Achada São Filipe, na Praia. Uma iniciativa que tem como objectivo dotar as mulheres sobretudo, mães solteiras, chefes de família e desempregadas, com uma formação que lhes possa ajudar a ter um rendimento e, com isso, melhorar suas condições de vida e das respectivas famílias.

O curso, que funciona na própria residência das irmãs, começou em Março de 2011 e dividiu-se em dois grupos de interesse, Culinária e Corte e costura. O primeiro terminou há dois meses e começa a mostrar algum resultado, tendo algumas mulheres a iniciar pequenos negócios.

“Ouvimos muitas mulheres a falar das suas dificuldades, que sem um trabalho, dizem estar sem alternativas. Sabemos que o mercado de trabalho está complicado, sabemos, também, que uma pessoa com uma formação tem mais alternativas e oportunidades de trabalho, por isso, em vez de lamentarmos junto com essas mulheres, criamos este projecto para ajudá-las a ter maiores oportunidades”, justifica a Irmã Antónia Barros, coordenadora do projecto.

Neste momento, sete mulheres recebem formação em corte e costura com esperança de virem a ter, num futuro próximo, uma actividade que lhes garanta o ganha- pão.” Esta iniciativa é muito importante, sobretudo, para nós que somos mães. Eu não trabalho e com esta formação eu vou ter uma forma de ganhar algum dinheiro para ajudar nas despesas. Posso fazer costura para fora ou mesmo ensinar outras mulheres este ofício”, diz a formanda Odete da Silva.

Dificuldades

Por agora, as principais dificuldades prendem-se com a falta de financiamento para adquirir mais matérias de trabalho (máquinas de costura e consumíveis) mas, também para pagar o formador. Por enquanto, para colmatar o problema, cada formanda contribui com uma quota simbólica. Uma solução que acabou por ditar a desistência de várias pessoas que não podiam contribuir financeiramente.

A formação é ministrada por uma irmã da congregação e por um costureiro profissional que aceitou o desafio de passar o conhecimento a estas mulheres. No entanto, a ideia é depois de formar este primeiro grupo, criar um atelier de corte e costura onde estas formandas poderão vir a trabalhar, dando formação a outras pessoas.

“O projecto das Irmãs ajuda muito, uma vez que, a maioria destas mulheres não tem uma profissão, são mães e chefes de família e com pouca escolaridade, o mercado de trabalho está praticamente fechado para elas. Penso que esta iniciativa está a colaborar para o desenvolvimento da comunidade e para a melhoria de condições destas formandas porque, ao ajudar sete mulheres de forma directa, está também, a ajudar muito outras pessoas de forma indirecta” afirma Domingas de Pina, representante das formandas.

Apoio

O curso de Corte e Costura contou com o apoio da organização das Mulheres de Cabo Verde, atraves do projecto GOIP, Gabinete de Orientação e Inserção Profissional das Mulheres, que contribuiu na aquisição de algumas máquinas de costura.O desafio agora é dar continuidade apsotando na formação de mais mulheres, ter um espaço com melhores condições e mais equipamentos de trabalho.

Prioridades: mulheres e crianças

É de referir que em 2009 a congregação fez uma revisão no seu estatuto e de entre outros aspectos traçou como uma das missões o trabalho na promoção de mulheres e também fazer um  trabalho social junto das crianças.

Para além de trabalhar na promoção de mulheres, as irmãs da Congregação das Filhas do Sagrado Coração de Maria também direciona suas acções às crianças. No inicio do ano criaram um espaço, na própria residência, em Achada São Felipe, onde funciona um jardim infantil, que acolhe crianças da comunidade, sobretudo, as provenientes de famílias mais carenciadas.

DS

 

One Response to “A Congregação das Filhas do Sagrado Coração de Maria promove formação para mulheres”

  • Aguinalda Cabral:

    se és mulher pode contar connosco estamos aos vossos serviços, uma das nossas primeira preocupação
    trabalhar direccionada as mulheres em particular as africanas.

Deixe um comentario

Categories