No passado dia 12 de Outubro retomou-se a oração parada desde 2006

Momento antes da oração

Momento antes da oração

No passado dia 12 de Outubro, o Grupo de amigos da XX Jornada Mundial da Juventude (JMJ), da Paróquia de Nossa Senhora da Graça, retomou as sessões de oração, meditativa e comunitária, ao estilo da Comunidade de Taizé, com a realização de uma sessão no Centro Paroquial. O combinado é ter sessões todas as segundas terças-feiras de cada mês pelo que no mês de Novembro houve mais uma sessão no dia 9, ainda no Centro Paroquial, e no mês de Dezembro será no dia 14, na casa de Claudino em Achada S. Filipe.

Tudo começou em 16 de Agosto de 2005

Recorda-se que tudo começou no dia 16 de Agosto de 2005, enquanto os jovens celebravam no Centro Paroquial, a XX JMJ. O irmão Roger, fundador e líder da Comunidade de Taizé, falecera, vítima de uma agressão cometida por uma desequilibrada mental, durante uma sessão de oração na Igreja de Reconciliação, em Taizé. A notícia chegou num baque. Foi então que, sob a proposta de alguns dos presentes no Centro Paroquial que já tinham estado na Comunidade de Taizé, decidiu-se que no mês seguinte se realizaria uma oração ao estilo de Taizé (comunitária e meditativa) para assinalar a data. A partir daí, durante alguns meses, até 2006, foram realizadas algumas sessões de oração que granjeou entusiasmo de muitos jovens no início. No entanto, por razões diversas, desde meados de 2006 já não se realizava uma sessão de oração.

“Espero que seja uma retoma que perdure até que a morte nos una…”

Foi por iniciativa da Nilde (Leonilde Lima) que se retomou a oração. A razão disso, segundo esta jovem informática e esposa, deve-se ao facto de, no meio de tanto corre-corre da vida, da profissional à mãe e esposa, apesar de participar na missa todos os domingos, sentir ainda falta dessa forma de orar, meditativa (as repetições dos cantos levam a isso) e comunitária (em grupo). Meio a brincar, acrescenta “espero que seja uma retoma que perdure até que a morte nos una”. Lembrando a forma como tudo começou, a Nilde ainda faz votos que na Paróquia se venha a celebrar a próxima JMJ que se realiza em Madrid, Espanha, em Agosto 2011.

“Oração é, de alguma forma, conectar-se com Deus.”

Dino (Bernardino Gonçalves), um dos participantes da sessão de retoma, líder da Comunidade de Santo Egídio na Paróquia e dirigente comunitário activo do bairro de Safende, na Capelania de Sagrado Coração de Jesus, com bastante experiência de oração comunitária, entende que a oração, especialmente a comunitária, como é o caso, é “estarem dois ou mais em nome de Cristo”, fazendo com que a voz seja “mais forte a chegar até Deus”. Prossegue ele com entusiasmo, “oração é de alguma forma conectar-se com Deus”.

“Passa-se por Taizé como se passa perto de uma fonte”

A Comunidade de Taizé é uma pequena comunidade ecuménica internacional de irmãos na fé situada, calma e tranquila, no alto de uma colina no Sul da Borgonha em França sobre a qual o Papa João Paulo II, em 1988, depois de uma visita, referia-se nestes termos: “Como vós, peregrinos e amigos da comunidade, o Papa está só de passagem. Mas passa-se por Taizé como se passa perto de uma fonte. O viajante pára, mata a sede e continua o seu caminho.”

O filósofo Paul Ricœur, de tradição protestante que tinha o costume de visitar Taizé, disse um dia sobre essa Comunidade, aqui em Taizé, eu vejo irrupções de bondade na fraternidade entre os irmãos, na sua hospitalidade tranquila, discreta, e na oração, onde vejo milhares de jovens que não têm articulação conceptual do bem e do mal, de Deus, da graça, de Jesus Cristo, mas que têm um tropismo fundamental em direcção à bondade.”

Quem quiser saber mais sobre a simples e espectacular Comunidade de Taizé é só visitar o site www.taize.fr

One Response to “Oração ao estilo da Comunidade de Taizé”

Deixe um comentario

Categories