Semana Santa, tempo de missão
Quando os leigos fazem as malas e vão evangelizar


Desde sempre, a Igreja intensifica a sua evangelização nos tempos litúrgicos fortes, como a Semana Santa. As missões populares, procissões, vias sacras e outras formas de religiosidade popular preenchem este tempo litúrgico.

Cada vez há mais e mais leigos empenhados em missões. Desde aqueles que as realizam devido ao carisma dos seus respectivos movimentos até os que, participando da missão evangelizadora da Igreja, desejam despertar esse “gigante adormecido” que são os leigos nas comunidades católicas.
Como em toda Semana Santa e Natal, cerca de 20 leigos missionários, pertencentes aos missionários xaverianos de Yarumal, partirão no dia 15 de abril de Medellín para diferentes lugares da Colômbia, como Armero-Guayabal (Tolima), Belén de Bajirá (Mutatá-Antioquia), Yacopí (Cundinamarca) e Itsmina (Chocó).
Após um período de formação intensa e “com o coração alegre por ir e servir seus irmãos mais distantes e que vivem em situações de extrema pobreza, esses leigos, em sua maioria profissionais, optam por viver esta Semana Santa de uma maneira diferente”, afirmam os organizadores, em nota enviada a ZENIT.

“Estarão na beira dos rios, entre as imensas veredas da geografia nacional, visitando casas simples e pobres, acompanhando a dor de muitos doentes e a esperança das crianças e dos jovens, promovendo o desenvolvimento integral das comunidades e também celebrando com elas a vida, paixão, morte e ressurreição do Senhor Jesus”, porque são conscientes de que Jesus deve ser transmitido, divulgado, dado a conhecer, para que outras pessoas também façam o mesmo, segundo afirmam esses leigos comprometidos na tarefa missionária.
Conforme relata Jorge Hernán Jaramillo, coordenador dos leigos missionários, “estamos em um tempo forte na Igreja, no qual todos nós temos um lugar e uma missão: conhecer e fazer que as demais pessoas se aproximem do Redentor e o conheçam”.
“É preciso – acrescenta – dirigir o olhar a Jesus e convidar os irmãos a fazerem o mesmo, pois esta é a tarefa do missionário: fazer todo o possível para que em toda a terra se ame Jesus Cristo.”
É por isso que os leigos missionários xaverianos de Yarumal aproveitarão esta Semana Santa para estar em meio a tantos grupos humanos.
Junto à evangelização e às celebrações litúrgicas, buscarão que as pessoas tenham uma melhor qualidade de vida. É um voluntariado no qual se promove, com fatos, a afirmação eclesial de que “cada batizado é um missionário”.
Por outro lado, um aspecto da nova evangelização é a pastoral urbana. O Instituto Superior de Estudos Eclesiásticos do México e o Instituto Dom Raspanti organizam um curso de Piedade Popular e Catequese. Constará de 6 encontros dirigidos pelos sacerdotes Jorge Seibold e Osvaldo Napoli.

20 de abril de 2011 (ZENIT.org) –
Mais informações: pastoralurbana.wordpress.com/2011/04/04/curso-de-piedad-popular.

Deixe um comentario

Categories